Notícias Magazine«De acordo com o especialista, o papel dos pais é demonstrar que há uma preocupação com os desejos das crianças, mas também que não é possível satisfaze‑los na totalidade, explicando porquê.

“Incutir o sentido de responsabilidade através de uma lista com um número limite de prendas, para que a criança se habitue a fazer escolhas, é uma boa ideia.” Já a ganância, sugere um provável sinal de que a criança está a sentir necessidade de tempo de qualidade com as pessoas de quem gosta.

“O consumismo patológico surge quando a criança vive sozinha com os brinquedos e não aprendeu que os objetos são um meio para a relação com as pessoas”, explica. Quando a criança percebe isso, o verdadeiro prazer vem da interação e não da posse de um objeto.»

Leave A Comment

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.